As doenças cardíacas e o AVC são as duas principais causas de morte a nível mundial, tendo sido responsáveis por 15,2 milhões de mortes em 2016. (1) Em adultos com idades entre os 45 e os 69 anos, são também as principais causas de anos de vida perdidos por deficiência e morte, a nível mundial. (2)

A boa notícia é que as doenças cardíacas e o AVC são ambos preveníveis. Ter consciência dos seguintes fatores de risco e fazer mudanças de estilo de vida pode ajudar a prevenir problemas de saúde a longo prazo.

  1. NÍVEIS BAIXOS DE COLESTEROL, PRESSÃO ARTERIAL E GLICOSE

Embora a medicação adequada possa ser uma excelente ferramenta para controlar níveis elevados de colesterol e de pressão arterial, a investigação mostra que a adoção de um estilo de vida saudável desde a infância é igualmente importante para minimizar o risco de AVC. É vastamente recomendado que o colesterol total seja inferior a 200mg/dL (miligramas por decilitro de sangue). Para uma saúde cardíaca ideal, a pressão arterial deve ser igual ou inferior a 120/80 e o açúcar no sangue em jejum inferior a 100 mg/dL. (3)

  1. MANTENHA UMA DIETA COM POUCO SAL E POUCAS GORDURAS

Manter uma dieta saudável é essencial para manter o seu coração saudável. Evite alimentos que contenham gorduras trans (gordura parcialmente hidrogenada), tais como margarina, carnes processadas ou outros alimentos altamente processados, e substitua-os por frutos secos sem sal, sementes, vegetais, proteínas magras e gorduras insaturadas. Também deve procurar corrigir carências nas suas necessidades nutricionais, como cálcio, potássio, magnésio e fibras, ingerindo mais laticínios magros e alimentos que contenham estes nutrientes. (3)

A DIETA DASH (3) Alguns especialistas recomendam seguir a Dieta DASH (abordagens dietéticas para travar a hipertensão) para reduzir o seu risco de desenvolver pressão arterial alta. Isto inclui: • 4,5 chávenas de frutas e vegetais por dia • Duas doses de 100 g de peixe gordo por semana • Três doses de 30 g de cereais integrais ricos em fibra por dia • Menos de 1500 mg de sal por dia • Menos de 450 calorias de refrigerantes açucarados por semana
  1. PERCA PESO EM EXCESSO

O Instituto Nacional do Coração, Pulmões e Sangue dos EUA define um peso corporal normal como um IMC de 18,5 a 24,9. (4) IMC significa índice de massa corporal. O IMC calcula-se dividindo o seu peso em quilogramas (kg) pela sua altura ao quadrado em metros (m). Alguns estudos demonstraram que as pessoas que têm um peso saudável têm uma menor incidência geral de doenças cardíacas e que as pessoas com um IMC inferior a 22 também têm resultados mais favoráveis. (3)

  1. PARE DE FUMAR OU FUME MENOS

As consequências para a sua saúde e as informações sobre as vantagens de parar de fumar ou fumar menos são imensas e têm sido extensivamente analisadas em todas as áreas. (5) Porém, para quem fuma há muitos anos, pode ser mais fácil na teoria do que na prática. Pode falar com o seu médico ou farmacêutico sobre medicação para o ajudar a deixar de fumar e certifique-se de que tem muito apoio por parte de amigos e familiares.

  1. FAÇA MAIS EXERCÍCIO

O exercício físico regular reduz o risco de muitos problemas de saúde diferentes e, quando se trata de proteger o seu coração, qualquer atividade física é melhor do que nenhuma. A investigação mostra que a intensidade do exercício que faz, o tempo durante o qual o faz e a frequência com que o faz têm todos uma influência direta e benéfica na sua saúde. Os adultos devem procurar manter pelo menos 150 minutos por semana de atividade de intensidade moderada, como caminhada rápida, mas até mudanças pequenas podem fazer a diferença. (6)

Referências bibliográficas:

  1. https://www.who.int/news-room/fact-sheets/detail/the-top-10-causes-of-death
  2. Lopez AD, Mathers CD, Ezzati M, Jamison DT, Murray CJL. Global and regional burden disease and risk factors, 2001: systematic analysis of population health data. Lancet 2006; 367: 1747-57.
  3. Donald M. Lloyd-Jones et al. 2010; 121:586-613; originally published online January 20, 2010; doi: 10.1161/CIRCULATIONAHA.109.192703. Defining and Setting National Goals for Cardiovascular Health Promotion and Disease Reduction: The American Heart Association’s Strategic Impact Through 2020 and beyond.
  4. Clinical Guidelines on the Identification, Evaluation, and Treatment of Overweight and Obesity in Adults. Bethesda, Md: National Heart, Lung and Blood Institute; 1998.
  5. The Health Consequences of Smoking: A Report of the Surgeon General. Atlanta, Ga: US Dept of Health and Human Services, Centers for Disease Control and Prevention, National Center for Chronic Disease Prevention and Health Promotion, Office on Smoking and Health: 2004.
  6. 2008 Physical Activity Guidelines for Americans. Washington, DC: US Dept of Health and Human Services; 2008
image_pdfimage_print